(31) 9 9871-1914 [email protected]

O Google revelou que vai doar até US $ 4 milhões para causas humanitárias em resposta à última ordem executiva do presidente. O mecanismo de busca entregará o dinheiro a quatro entidades: a ACLU, o Immigrant Legal Resource Center, o International Rescue Committee ea Agência de Refugiados da ONU. De acordo com o TechCrunch , a metade desse dinheiro é proveniente da própria empresa, com o restante sendo doados pelos empregados.

A empresa já emitiu um aviso de recall para muitos de seus funcionários no exterior, dizendo-lhes para voar de volta o mais rápido possível. Hoje EUA acredita que o Google tem cerca de 187 funcionários que não pode ser permitido de volta ao país como resultado da ordem.

 

View image on Twitter

View image on Twitter

Para o Google, a questão não é apenas uma de decência básica, uma vez que tanto o co-fundador Sergey Brin eo CEO Sundar Pichai emigraram para os EUA. A empresa é um dos muitos que tem manifestado sua oposição vocal à proibição de imigração , com Lyft contribuindo com US $ 1 milhão para a ACLU .

[DiviShortcode id=”2943″]

×